AB Nascentes das Gerais reduz em 35% os acidentes com vítimas fatais em 2018

Thursday, January 10, 2019


A AB Nascentes das Gerais reduziu em 35% o número de acidentes com mortos em 2018. Além disso, no ano passado, houve também uma redução de 4% no número de acidentes registrados. Esses números, comparados aos de 2017, certamente são resultados de diversos investimentos em obras de ampliações de capacidade e melhorias no Sistema MG-050/BR-265/BR-491, tais como duplicações de pistas, implantações de terceiras faixas, correções de curvas e dispositivos de retorno, e também serviços de conservação rotineira das rodovias. 

De acordo com o diretor-executivo da concessionária, Joselito Castro, modernizar as rodovias concessionadas é compromisso da AB Nascentes das Gerais, pois além de melhorar a segurança viária gera o desenvolvimento socioeconômico dos municípios lindeiros e da área de influência das rodovias. “Com nossa atuação conseguimos preservar vidas”, relata.

Além da realização de obras, a concessionária desenvolve seu Plano de Segurança Rodoviária (PSR) que prevê ações relacionadas a operação da rodovia e engenharia para reduzir as ocorrências em trechos específicos que apresentem estatísticas desfavoráveis. Há também o Plano de Gestão Social (PGS), que desenvolve diversas atividades de conscientização e educação no trânsito ao longo do ano para motoristas e para as comunidades cortadas pelo Sistema MG-050, além de capacitações em escolas que envolvem professores e alunos sobre trânsito e cidadania. 

Importante ressaltar que a AB Nascentes das Gerais, à frente da administração do Sistema MG-050, já investiu mais de R$ 1,5 bilhão no Sistema MG-050, incluindo 34 quilômetros de duplicações, 35 quilômetros de correção de traçado, 90 quilômetros de terceiras faixas, 23 dispositivos de retorno, 22 passagens inferiores de veículos e pedestres, viadutos e pontes, 19 passagens inferiores de pedestres e passarelas e 51 quilômetros de novos acostamentos.  

Conscientização

Imprudência, distração e desrespeito à legislação são as principais causas de acidentes de trânsito. Segundo levantamento do Observatório Nacional de Segurança Viária, 90% dos acidentes ocorrem por falhas humanas. Os exemplos são excesso de velocidade, uso do celular, falta de equipamentos de segurança como o cinto de segurança ou capacete, o uso de bebidas antes de dirigir ou até mesmo dirigir com sono. Para a entidade de segurança viária, apenas 5% das ocorrências de acidentes estão associadas ao “Fator Via” e outros 5% dos acidentes têm motivação em falhas no veículo. E como as manutenções preventiva e corretiva são responsabilidades do condutor, até mesmos as falhas no veículo estão vinculadas ao fator humano.