AB Nascentes das Gerais registra redução de acidentes na MG-050

Wednesday, August 9, 2017


Neste primeiro semestre de 2017, a concessionária AB Nascentes das Gerais registrou uma redução de 29% no número de acidentes, quando comparado ao primeiro semestre de 2016. Entre os meses de janeiro a junho desse ano foram registrados 513 acidentes contra 727 acidentes em 2016, no mesmo período. 

Para reduzir a ocorrência de acidentes na MG-050, a concessionária desenvolve estudos com análises de boletins de ocorrências da Polícia Militar Rodoviária para identificar os pontos críticos de acidentes. Este estudo – Plano de Segurança da Rodovia (PSR) prevê, além do diagnóstico dos acidentes, soluções relacionadas a operação da rodovia e engenharia para reduzir as ocorrências em trechos específicos que apresentem estatísticas desfavoráveis. Além disso, há o Plano de Gestão Social (PGS), que desenvolve diversas atividades de conscientização e educação no trânsito ao longo do ano para motoristas e para as comunidades cortadas pela via, além de capacitações em escolas sobre trânsito e cidadania. 

Cabe ressaltar que esta redução também é resultado de constantes investimentos desde o início da concessão, em junho de 2007. Foram executados ao longo dos 371,4 quilômetros do Sistema MG-050: 30 quilômetros de duplicações, 35 quilômetros de correção de traçado, 90 quilômetros de terceiras faixas, 51 quilômetros de acostamentos, 20 dispositivos de retorno, 19 passagens de pedestres e 51 quilômetros de novos acostamentos. Já o total de obras previstas para os próximos cinco anos ao longo de toda a extensão do Sistema MG-050/BR-265/BR-491 é o seguinte: 28 quilômetros de duplicação, 30 quilômetros de terceiras faixas, 7 quilômetros de correção de traçado, 23 dispositivos de retorno e 8 passarelas.

Alerta

De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária, as três principais causas dos acidentes de trânsito estão relacionadas e podem ser agrupadas em Fator Humano, Fator Veículo e Fator Via.

Segundo a entidade, 90% dos acidentes ocorrem por falhas humanas – que podem envolver desde a desatenção dos condutores até o desrespeito à legislação. Os exemplos são claros, excesso de velocidade, uso do celular, falta de equipamentos de segurança como o cinto de segurança ou capacete, o uso de bebidas antes de dirigir ou até mesmo dirigir cansado.

Para o gerente de operações da AB Nascentes das Gerais, Marcelo Aguiar, os motoristas têm que adotar um comportamento preventivo e responsável no trânsito, não cometendo atitudes arriscadas como ultrapassar em lugares proibidos ou desrespeitar os limites de velocidade. “A condução segura é decisiva para evitar acidentes”, alerta.