Histórico

A AB Nascentes das Gerais foi a primeira empresa do Brasil a assinar um contrato de concessão no regime de Parceria Público-Privada (PPP) para administrar o Sistema MG-050/BR-265/BR-491, principal ligação entre Juatuba, na região metropolitana de Belo Horizonte, a São Sebastião do Paraíso, na divisa de Minas e São Paulo.  

O trecho sob responsabilidade da AB Nascentes das Gerais é de 371,4 quilômetros. A via corta 22 municípios diretamente, mas influencia 50 cidades, cuja população é de 1,3 milhão de habitantes ou 7,4% da população mineira. Estima-se que 7,7% do PIB mineiro esteja concentrado na área de influência do Sistema MG-050, que liga Juatuba, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a São Sebastião do Paraíso, na divisa entre Minas Gerais e São Paulo.

A extensão da malha viária administrada compreende os segmentos:

  • MG-050: entre o quilômetro 57,6 e o quilômetro 402 – Total: 344,4 quilômetros
  • BR-265: entre o quilômetro 637,2 e o quilômetro 659,5 – Total: 22,3 quilômetros
  • BR-491: entre o quilômetro 0 e o quilômetro 4,7 – Total: 4,7 quilômetros

De 2007 até 2016, os investimentos feitos pela AB Nascentes das Gerais somam R$ 835 milhões. Com os aportes realizados pelos acionistas foi possível executar:

  • 88 km de terceiras faixas
  • 32 km de correções de curva
  • 20 km de duplicações
  • 51 km de acostamentos

A concessionária AB Nascentes das Gerais pertence à AB Concessões, que tem como controlador um dos maiores Grupos em concessões rodoviárias do mundo - o Grupo Italiano Atlantia. A AB Concessões figura entre as principais companhias de concessão de rodovias do Brasil e administra mais de 1,5 mil quilômetros de rodovias, sendo responsável pelas concessionárias paulistas AB Triângulo do Sol (100%), AB Colinas (100%) e Rodovias do Tietê (50%) e, no Estado de Minas Gerais, a AB Nascentes das Gerais (100%).